29
Mar 09

Rui Veloso volta aos palcos madeirenses já no próximo dia 22 de Maio para um espectáculo privado que decorrerá no Funchal, cujo promotor e organizador é uma agência de viagens. O espectáculo estava inicialmente agendado para o dia 30 de Abril, mas acabou por ser adiado.
O “pai do rock português”, volta ainda a 4 de Julho para um outro espectáculo, tal como o JM já havia noticiado. A “Semana do Mar” do Porto Moniz acolhe na sua edição deste ano os artistas Toy, Letícia Rodrigues e Rui Veloso (cabeça-de-cartaz).
Fonte: JM

publicado por Alberto Pita às 22:39

O Funchal foi uma das sete cidades portuguesas que aderiram ao apagão de uma hora de ontem à noite.

Durante uma hora, a partir das 20h30, numa mensagem simbólica de que é preciso fazer mais para combater o aquecimento global, luzes em todo o mundo se apagaram.

As cidades portuguesas que aderiram a esta iniciativa da organização ambientalista internacional WWF foram: Lisboa, Tomar, Águeda, Vila Nova de Famalicão, Funchal, Almeirim e Guimarães.

publicado por Alberto Pita às 22:32

O Vinho Madeira estará presente na edição de 2009 da feira 'Prowein', que se realiza de 29 a 31 de Março em Dusseldorf, na Alemanha.

publicado por Alberto Pita às 22:27

A madeirense Sara Correia actua esta noite no programa 'Uma Canção Para Ti'.

Com 10 anos a madeirense compete com outros jovens cantores de todo o país, no programa da TVI com início marcado para as 22 horas e com apresentação de Júlia Pinheiro e Manuel Luís Goucha.

publicado por Alberto Pita às 22:25

26
Mar 09

O presidente do Governo Regional da Madeira, Alberto João Jardim, inaugura amanhã o Hotel Meliã Madeira Maré, a primeira unidade cinco estrelas do grupo Meliá em território nacional, que se encontra em funcionamento em soft opening desde Novembro do ano passado.
O novo hotel, localizado na zona do Lido, no Funchal, Madeira, motivou um investimento de 32 milhões de euros, conta com 220 quartos, piscina interior e exterior, dois restaurantes, três bares e um centro de congressos e eventos.

O Meliã Madeira Maré é gerido pelo grupo Hotti Star, tendo contribuindo para a criação de cerca de 100 postos de trabalho, directos e indirectos.
Fonte: Turisver

publicado por Alberto Pita às 17:23

O presidente da TAP, Fernando Pinto, vai estar presente na III Conferência Anual do Turismo, que a Delegação Regional da Madeira da Ordem dos Economistas organiza a 8 de Maio, no Centro de Congressos da Madeira, onde falará sobre a realidade actual e perspectivas futuras do sector.
O tema central da conferência será o transporte aéreo, dividindo-se o debate por três painéis, que vão abordar a “Competitividade do Transporte Aéreo da RAM”, as “Perspectivas do Transporte Aéreo” e a “Dinâmica das Novas Rotas”.

publicado por Alberto Pita às 17:21

As dívidas do Governo Regional, das autarquias e das sociedades públicas às empresas estão a pôr em causa a sobrevivência de muitos negócios e de muitos postos de trabalho, acusou hoje o Grupo Parlamentar do CDS-PP/Madeira. "O CDS-PP calcula que a dívida do Governo, das Câmaras e das empresas públicas aos privados atinja mais de 150 milhões de euros. Se esta dívida fosse paga, muitas empresas poderiam enfrentar melhor a crise e manter os postos de trabalho", disse o deputado Lino Abreu, em conferência de imprensa.

Fonte: Jornal Público

 

publicado por Alberto Pita às 17:12

24
Mar 09

O líder dos socialistas da Madeira, João Carlos Gouveia, acusa o PSD local de ter "uma visão separatista da autonomia", responsabilizando Alberto João Jardim pela crise financeira que afecta a região.

"O PSD continua a ter uma visão separatista da autonomia, onde a ideia de criar uma Singapura no Atlântico levou a esta catástrofe do ponto de vista económico e social. Porque a crise mundial ainda não chegou à região, a crise que estamos hoje a sofrer é a gerada por estes 30 anos de poder", disse João Carlos Gouveia à saída de um encontro com o presidente da Assembleia da República, Jaime Gama, que ontem terminou uma visita de três dias à Madeira.

Fonte: Expresso

publicado por Alberto Pita às 01:44

22
Mar 09

O presidente da Assembleia da República, Jaime Gama, disse este sábado na Madeira que as relações institucionais e de cooperação entre os parlamentos nacional e regional são «sólidas, francas e duráveis», escreve a Lusa.

 

Jaime Gama iniciou uma visita oficial à Região Autónoma da Madeira de três dias a convite do seu homólogo madeirense, Miguel Mendonça.

A segunda autoridade do Estado português jantou ontem com o presidente do Governo Regional, Alberto João Jardim, e, na segunda-feira, mantém encontros com os presidentes dos partidos com assento parlamentar, com o ministro da República, Monteiro Diniz, participa num almoço na Assembleia Legislativa e num briefing sobre a Região no Governo Regional.

 

Visita de cooperação

«É uma visita de cooperação e feita num espírito de grande respeito institucional», disse no aeroporto da Madeira, onde foi recebido, para além do anfitrião, Miguel Mendonça, pelo presidente do Governo Regional, Alberto João Jardim, e pelo ministro da República, Monteiro Diniz.

«Estou certo que a minha visita contribuirá para lhe dar um novo impulso através do diálogo e da troca de pontos de vista e da liberalidade com que foi organizada e planeada pela Assembleia Legislativa da Madeira», acrescentou.

Confrontado com a atitude dos deputados do PS-Madeira que não participarão no almoço na Assembleia Legislativa em sua honra como forma de protesto pelas declarações elogiosas que proferiu em relação a Alberto João Jardim no XI Congresso Nacional da ANAFRE realizado em Março de 2008 no Funchal, Jaime Gama escusou-se a comentar, afirmando apenas que «em democracia todos os pontos de vista devem ser abordados, considerados e respeitados».

«Devemos ser realistas e devemos sempre trabalhar com o espírito de fazer melhor, sempre melhor», finalizou.

Jaime Gama adiantou ainda que a lei do pluralismo e da não-concentração dos meios de comunicação está agendada pelo Grupo Parlamentar do PS ao contrário da lei sobre o voto presencial dos emigrantes, que «nunca foi agendada».

publicado por Alberto Pita às 22:24

21
Mar 09

O PS prepara-se para deixar cair as leis sobre o voto presencial dos emigrantes e do pluralismo e não-concentração dos media, vetadas por Cavaco Silva,. anuncia o semanário "Sol" online.

«Em reacção a estes vetos, os socialistas garantiram imediatamente não desistir das suas intenções de alteração das leis, que consideravam legítimas e importantes, mas José Sócrates não quer criar mais atritos com o Presidente da República. Até porque o PS precisaria, para tal, de consensos com outros partidos, difíceis de alcançar», adianta o mesmo jornal.

Assim, o PS irá deixar na gaveta as propostas do voto presencial dos emigrantes e dos limites à propriedade de meios de comunicação social.

Recorde-se que esta última atingia de forma directa o Jornal da Madeira

publicado por Alberto Pita às 00:00

pesquisar neste blog
 
Março 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
13

16
18
20

23
25
27
28

30
31


mais sobre mim
subscrever feeds