29
Set 09

O aumento do peso do mercado português no turismo madeirense não foi suficiente para combater a forte retracção dos mercados britânico e alemão. Entre Janeiro e Junho, a actividade turística na Região Autónoma da Madeira (RAM) contraiu entre 11 a 15 por cento, devido à queda no número de entradas e de dormidas e também nos proveitos totais.

publicado por Alberto Pita às 21:47

Portugal está a viver um pesadelo e está doente. Quem o afirma é Alberto João Jardim. O presidente do PSD-Madeira, que comentava os resultados das eleições legislativas nacionais de domingo, diz que «há qualquer coisa de errado neste País, quando, depois do que foram estes quatro anos de governação Sócrates, depois de todos os sarilhos em que o primeiro-ministro foi exímio em estar metido, haver um resultado que dá uma maioria, embora relativa e embora inferior à percentagem da abstenção nacional, a essa mesma governação». «Isto significa que o País endoidou!», defendeu.
 

publicado por Alberto Pita às 02:01

O eleitorado da Madeira não esqueceu a tradição e votou maioritariamente no PSD, mas pode-se dizer que também foi vencedor o CDS-PP, que ao fim de 30 anos elegeu um deputado por este círculo, depois de nas eleições de 1979 outro centrista, Cabral Fernandes, ter sido eleito pela Madeira.

O PSD venceu com 48,16 por cento e elegeu quatro deputados. No bastião 'laranja', o PS não foi além dos 19,51 por cento e um deputado eleito. 

O CDS-PP foi a terceira força mais votada, com 11,09 por cento, seguido do BE, com 6,4 por cento. O PCP foi o quinto partido mais votado, conquistando apenas 4,15 por cento dos votos.

publicado por Alberto Pita às 01:59

27
Set 09

Participe no futuro do país votando. Não fique em casa ou invente desculpas para não ir à mesa de voto. Participe porque está em jogo o futuro de todos nós.

publicado por Alberto Pita às 15:09

O Presidente da República exortou hoje os portugueses a que «não fiquem em casa» e vão votar nestas eleições «importantes» para dizerem o que querem para o futuro do país.

publicado por Alberto Pita às 15:08

25
Set 09

 

A Comissão Nacional de Eleições (CNE) recebeu 66 queixas referentes às eleições legislativas do próximo domingo. A CDU, o PS e partidos sem assento parlamentar foram os mais queixosos.
Até às 20h00 de quinta-feira, a CNE tinha recebido 12 queixas da CDU, 11 do PS, oito do CDS-PP e sete do PSD.

O PCTP/MRPP apresentou três queixas contra órgãos de comunicação social. Outros partidos sem assento parlamentar queixaram-se igualmente do tratamento jornalístico.

Há ainda queixas de cidadãos, entre os quais Alberto João Jardim, presidente do Governo Regional da Madeira e cabeça-de-lista do PSD às eleições legislativas contra a RTP e RDP Madeira.

publicado por Alberto Pita às 22:33

O mercado municipal do Funchal foi hoje o palco escolhido por vários partidos da Madeira para as últimas iniciativas da campanha das eleições legislativas nacionais de 27 de Setembro.

O PS/M, cuja lista é encabeçada pelo ainda secretário de Estado do Turismo, Bernardo Trindade, foi a primeira a utilizar aquele espaço para expressar a "grande confiança na vitória no domingo".

"Conseguir uma autonomia de diálogo com a República para resolver os problemas da Madeira, contra a de insultos dos últimos anos cujos resultados são zero" é o principal objectivo apontado pelo candidato socialista.

Quanto ao PSD/M, o número dois da lista, Guilherme Silva, antes da candidatura percorrer as ruas do Funchal, salientou que o partido apostou "numa campanha junto do povo, não ficando nas esplanadas a falar uns com os outros sob tutela colonial", numa crítica às iniciativas temáticas desenvolvidas pelo PS/M que contaram com a presença de vários representantes do Governo da República.

Alertou também para a importância dos eleitores da região "não perderem votos com pequenos partidos, porque  o que está em causa é Portugal e a Madeira".

Na porta da praça do peixe, o candidato do CDS/PP-Madeira, José Manuel Rodrigues, fez um "apelo final aos indecisos e descontentes com o PSD e PS, também aos eleitores dos pequenos partidos, para desta vez concentrarem os votos no CDS, porque os estudos eleitorais indicam que o partido está à beira de eleger o deputado que fará a diferença"

Também na porta do mercado funchalense, a CDU/M fez uma largada de balões, realçando que "domingo nenhum voto pode faltar, pois apenas por um voto se ganha e por um se perde, e pode decidir a eleição da cabeça-de-lista, Isabel Cardoso".

"O colorido dos balões representa a mudança e voto naqueles que mostram que é possível mudar o rumo do país e da Madeira", declarou a candidata comunista da região.

Quanto ao Bloco de Esquerda, em termos de balanço, considera que o partido "esteve na campanha sem palhaços e palhaçadas, apresentando propostas para ajudar a Madeira de forma pedagógica" e apelou aos madeirenses e portossantenses para "não caírem no canto da sereia do PS, PSD e CDS, porque são partidos que já estiveram no poder e nada fizeram pela região".

Numa conferência de imprensa, depois de uma arruada pelo Funchal, o líder do MPT-Madeira, destacou que o partido "fez uma campanha séria, de respeito pelos eleitores", dirigindo-se aos indecisos para "votarem na diferença".

Por seu turno, o PND circulou com o seu carro funerário pela capital madeirense e o seu candidato à Assembleia da República, José Manuel Coelho, o deputado que ficou conhecido por exibir uma bandeira nazi no parlamento e usar um relógio de cozinha ao pescoço, destacado que esta força política optou por fazer "uma campanha positiva e inovadora".

"Com esta viatura apelamos ao combate à corrupção e clientela política daqueles que andam à volta de Alberto João Jardim, porque o Governo Regional se tem pautado pelo alcatrão e betão, mas deve gerir melhor os recursos canalizando-os para obras sociais", afirmou.

A Região Autónoma da Madeira elege domingo seis deputados para a Assembleia da República e na última legislatura esteve representada por três parlamentares do PSD e outros três do PS.

Fonte: Texto da autoria integral da Agência Lusa

publicado por Alberto Pita às 22:30

24
Set 09

O primeiro dos quatro voos provenientes de Lisboa incluídos nos serviços mínimos garantidos para a Madeira na sequência da greve dos pilotos da TAP aterrou às 10:10 no Aeroporto da Madeira.

Na gare estão estacionados três aparelhos da transportadora portuguesa, o "Miguel Torga", "Almeida Garret" e o "António Sérgio", correspondentes às três partidas canceladas, os TP 1602 e 1604 para Lisboa e o TP 1572 com destino ao Porto, o que afectou cerca de três centenas de passageiros na região.

Estes cancelamentos originaram alguma confusão no Aeroporto madeirense, com as pessoas a concentrarem-se nos balcões da Groundforce para tentar encontrar alternativas para sair da Madeira, uma situação que está mais calma.

Parte dos passageiros foi protegida por uma ligação da SATA que partiu às 10:30, estando a decorrer o embarque to TP 1614 com partida prevista para as 10:55.  

Fonte do Aeroporto da Madeira adiantou que ao longo do dia, vão realizar-se a partir da região um total de oito voos, sendo quatro da TAP, dois da SATA e outros dois da Easyjet, num dia em que estavam previstas doze ligações entre a Madeira e o continente.

Hoje é um dos dias da semana com maior movimento, fruto de diversas ligações internacionais com voos charter.

Fonte: Diário de Notícias de Lisboa

publicado por Alberto Pita às 22:50

23
Set 09

Alberto João Jardim criticou hoje a “ignorância” do primeiro-ministro nas declarações que fez nos Açores para “justificar os ataques à Madeira”, acusando-o de querer criar divisões entre madeirenses e açorianos.

Em comunicado distribuído no Funchal pelo PSD/M, Jardim diz que “o primeiro-ministro socialista, Sócrates, voltou a demonstrar a sua ignorância, em intervenções proferidas nos Açores, e, sobretudo, a obsessão de que enferma contra a Madeira e o seu povo”.

Para “justificar o injustificável dos ataques à Madeira e aos madeirenses, via instrumentalização político-partidária do Estado, alegou o critério do número de ilhas e distâncias”, pois “ignora que a densidade populacional do arquipélago da Madeira é três vezes a dos Açores”, acrescentou Jardim.

O dirigente da Madeira sustentou que José Sócrates desconhece que “a orografia do arquipélago madeirense, apenas com um terço do território habitável, tem assim de importar mais de oitenta por cento do que consome e, também em consequência, sendo mais cara a construção das infra-estruturas necessárias”.

publicado por Alberto Pita às 22:34

22
Set 09

Bernardo Trindade, cabeça-de-lista pelo círculo eleitoral da Madeira do Partido Socialista às Eleições Legislativas Nacionais que se realizam no próximo domingo, dia 27 de Setembro, esteve ontem na cidade de Machico.
O candidato socialista, que fez declarações à comunicação social na porta das Igreja Paroquial daquela localidade, referiu que estava ali para garantir que vai continuar a apoiar o turismo naquela mesma cidade, refutando que haja discriminações em função da cor partidária.
Além disso, o candidato defende a ideia de que nos últimos quatro anos tem vindo a defender o turismo da Região Autónoma da Madeira como um todo, independentemente de quem dirige os concelhos e as freguesias e «é nesse sentido que peço o apoio para continuar este trabalho».

Fonte: JM

publicado por Alberto Pita às 12:28

pesquisar neste blog
 
Setembro 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10

15

21
26

28
30


mais sobre mim
subscrever feeds