29
Set 08

Alberto João Jardim disse, sábado, em Guimarães que «a ASAE é mais uma peça burocrática de um regime político que não subscreve, no continente».
Comentando o epíteto de 'fascismo higiénico' dado pelo mordomo-mor da Confraria Gastronómica «Panela ao Lume», Gonçalo Reis Torgal, à actividade da ASAE, Jardim foi irónico: «ouço falar disso, mas, felizmente, na região autónoma essa é uma das nossas competências pelo que não temos disso».
O político madeirense foi entronizado como membro de honra da Confraria durante uma cerimónia que decorreu na sala do Capítulo do Paço dos Duques, antiga residência real e, actualmente, da Presidência da República, e em que teve como «padrinho», um dos seus amigos de sempre, o bracarense Francisco Braga da Cruz.

publicado por Alberto Pita às 16:51

pesquisar neste blog
 
Setembro 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9


25
26



mais sobre mim