03
Nov 08

O Marítimo derrotou o Nacional, por 4-2, no dérbi madeirense que encerrou a sétima jornada da Liga Sagres disputado no Estádio dos Barreiros, no Funchal.

Uma vitória justa da melhor equipa em campo, se bem que os nacionalistas nunca tenham desistido de outro resultado.

O jogo começou praticamente com o primeiro golo dos maritimistas, obra de Baba, correspondendo a preceito a um cruzamento de Paulo Jorge. Mas aos 11’ o Nacional podia ter igualado, não fosse Marcos efectuar uma excelente defesa a cabeceamento de Mateus.

Com o Marítimo mais na frente, o Nacional, porém, procurou sempre o golo no contra-ataque, mas a equipa de Lori Sandri chegaria ao segundo tento pouco antes do intervalo, por Djalma, após cruzamento de Manu, que entrara a substituir o lesionado Baba.

No segundo tempo, aos 62’, Manu novamente num cruzamento ofereceu o 3-0 a Marcinho.

Parecia que o jogo estava acabado.

Mas não, o Nacional reagiu muito bem e Fabiano Oliveira obrigou Marcos a aplicar-se novamente, antes de Felipe Lopes, finalmente, ter marcado para os visitantes, de cabeça, na sequência de um canto.

Estávamos no 67.º minuto e, ao 74.º, Fabiano OIiveira rematou um pouco ao lado após boa assistência de Nené.

O Nacional crescia e o Marítimo tremia.

Naturalmente, a equipa de Manuel Machado chegou ao 3-2, por Nené, aos 82’, a concluir um cruzamento de Patacas.

Estava relançado o jogo, mas tudo acabou pouco depois.

Aos 85’, o árbitro, Pedro Proença, assinalou falta (duvidosa) de Patacas sobre Manu e, no respectivo penálti, Bruno fechou a contagem (4-2).

Um jogo equilibrado, com um triunfo justo mas suado do Marítimo, que assim sobe ao grupo dos quintos classificados, com 11 pontos, juntamente com a Naval, o Estrela da Amadora e o FC Porto.

O Nacional fica-se pelo terceiro lugar, a par do Sporting, com 13 pontos.

publicado por Alberto Pita às 22:15
tags:

pesquisar neste blog
 
Novembro 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9

18
21

26
28

30


mais sobre mim