19
Mar 09

Alberto João Jardim anunciou, ontem, as 41 intervenções adoptadas na Região para dinamizar a economia e apoiar quem mais necessita.

O líder madeirense, que falava na inauguração dos melhoramentos numa escola da Ponta do Sol, revelou que o Governo está a preparar um diploma que visa criar um subsídio a quem paga crédito bancário e fique desempregado.

O diploma prestes a dar entrada na Assembleia Legislativa da Madeira prevê uma comparticipação no pagamento de prestações de crédito bancário contraído para aquisição, construção ou beneficiação de habitação, na ordem dos 50 por cento, até 175 euros/mês, majorado em caso de desemprego do casal.
A proposta é ainda extensível ao pagamento de rendas habitacionais, pelos valores idênticos, ou seja, até 175 euros/mês.

Refira-se que as 41 intervenções ontem anunciadas vão desde os incentivos às empresas, à criação de programas de incremento da contratação, aos apoios aos desempregados (subsídio excepcional), ao empreendedorismo e à criação do próprio emprego, passando pela criação dos pólos de emprego, pelas medidas para promover a inclusão social, até à redução da taxa contributiva para a segurança social, entre outras.
Alberto João Jardim anunciou, por outro lado, um reforço de verbas destinadas a promover a inclusão social e a prevenir a exclusão social no valor global de 133 milhões de euros, dos quais 93 milhões são afectos a prestações sociais, 36 milhões para funcionamento de lares de idosos e centros de dia e quatro milhões para apoio directo às famílias.

Fonte: Texto (adaptado) do JM

publicado por Alberto Pita às 14:30

pesquisar neste blog
 
Março 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
13

16
18
20

23
25
27
28

30
31


mais sobre mim