24
Abr 09

O líder nacional da JS afirmou esta sexta-feira que o presidente do Governo Regional, «à medida que se foi esquecendo de comemorar o 25 de Abril», foi criando um modelo de desenvolvimento que está «esgotado», refere a Lusa.

 

Duarte Cordeiro falava a propósito da vigília que a JS/Madeira vai promover esta sexta-feira junto às portas fechadas da Assembleia legislativa da Madeira para «apresentar condolências a todos os madeirenses» pelo facto de considerar que «a democracia sucumbiu às mãos do Governo Regional do PSD».

«Continuaremos a fazer-nos ouvir porque os jovens, todos os jovens (independentemente da sua cor partidária), todos os madeirenses merecem celebrar o 25 de Abril. Um dia, celebraremos a democracia..!» declara a estrutura jovem do PS, liderada por Orlando Fernandes.

Para o secretário-geral da JS, «a vigília tem por objectivo alertar os jovens para a importância de participarem na vida pública e terem consciência crítica em relação ao que se passa na sua terra».

Apontou que Alberto João Jardim foi «o primeiro deputado a pedir a celebração do 25 de Abril na região, mas ao longo do tempo foi-se esquecendo dos princípios básicos da democracia».

Duarte Cordeiro opina que «a Madeira é hoje uma região com maior nível de desigualdades sociais», defendendo ser necessário sensibilizar os jovens para a importância de uma democracia mais participativa.

«É numa situação de crise como a que vivemos que se percebe melhor as deficiências deste modelo de desenvolvimento esgotado do Governo Regional», diz, apontando que as várias medidas de apoio foram na maioria criadas pelo executivo central.

Criticou Jardim por «falar tanto em democracia e esquecer-se das autonomias reais» que colocam a Madeira em situação de dependência diversa, sem apostar no combate às desigualdades.
 

publicado por Alberto Pita às 20:13

pesquisar neste blog
 
Abril 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9

15

19
20

27
28
30


mais sobre mim

ver perfil

seguir perfil

9 seguidores