10
Jun 09

O CDS-PP Madeira defendeu esta terça-feira que, tendo em conta os resultados das eleições europeias, Paulo Portas deve cumprir o acordo de rotatividade que garante a presença no Parlamento Europeu, durante um ano, dos candidatos indicados pelas regiões autónomas da Madeira e dos Açores.
António Lopes da Fonseca, o quinto na lista de candidatos do CDS-PP às eleições europeias, declarou que a passagem dos representantes das duas regiões Autónomas deverá acontecer no final do mandato, salientando que “não havendo nenhuma circunstância em contrário, ao fim de quatro anos, coincidindo com fim da legislatura da Assembleia da República, o CDS-PP Madeira e Açores vão ao Parlamento Europeu durante um ano”.

Fonte: Texto da autoria integral do Correio da Manha

publicado por Alberto Pita às 19:43

pesquisar neste blog
 
Junho 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
12
13

14
17
19
20

21
22
23
26



mais sobre mim

ver perfil

seguir perfil

9 seguidores