21
Jul 09

A Polícia Judiciária (PJ) deteve um segundo suspeito do rapto e homicídio do empresário madeirense Guilherme Bernardino Alves, ocorrido quinta-feira à noite na Camacha.

Porém, o alegado cabecilha do crime, José Martins, continua em fuga no Brasil.

O detido neste caso é o homem, de 32 anos, e de nacionalidade brasileira, tal como o primeiro suspeito que já foi encarcerado.

O Tribunal de Santa Cruz está a interrogar o suspeito devido aos fortes indícios de envolvimento no plano de rapto, que culminou com o homicídio do empresário.

A PJ continua no rasto de José Martins, conhecido na ilha de Porto Santo como o "Talibã", e que terá fugido para o Brasil, devido à dupla nacionalidade que impede que seja extraditado para Portugal.

publicado por Alberto Pita às 17:43

pesquisar neste blog
 
Julho 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
11

12
15
18

19
22
25

26


mais sobre mim