30
Jul 09

Por ocasião da visita dos Reis de Espanha, o Jornal da Madeira publica hoje um trabalho sobre as personalidades que, ao longo da história, visitaram este arquipélago.

Eis o texto na íntegra:

«Foi no século XIX que a Madeira recebeu mais visitas de personalidades ilustres, fruto da promoção que era feita lá fora em relação aos efeitos terapêuticos que o ar da ilha proporcionava, sobretudo, aos doentes com tuberculose.

O gosto pelo exótico, que as paisagens da ilha proporcionavam, era também um atractivo para que grandes personalidades da realeza europeia, investigadores, políticos e cientistas escolhessem a ilha da Madeira para fazer férias.

Segundo o historiador Nélson Veríssimo, no início do século XIX a Madeira recebeu muitos visitantes internacionais, cativados pelas paisagens e pelos bons ares da Madeira. De entre as muitas personalidades, aquele historiador destaca a visita da imperatriz Leopoldina, da Áustria, que ia a caminho do Brasil para casar com D. Pedro, imperador do Brasil e posteriormente Rei de Portugal. Chegou à baía no dia 11 de Setembro de 1817 e ficou hospedada no Palácio de São Lourenço.
Há uma outra figura que marca a história da Madeira. A imperatriz Isabel, mais conhecida por Sissi, do Império Austro-Húngaro, visitou por diversas vezes a Madeira e deixou grandes ligações na ilha.
A sua primeira visita foi em Novembro de 1860 e a recepção foi preparada ao pormenor.

A imperatriz da Áustria vinha passar o Inverno à Madeira, alegadamente em consequência do seu estado de saúde. Chegou à Madeira a bordo do navio inglês Victoria e Albert, emprestado pelos Reis de Inglaterra e recebeu ainda a bordo as principais autoridades da Região, ou seja o Bispo, o Governador Civil e o Comandante Militar. Ficou na residência escolhida, a quinta de Mr. Davies, sobre a baía do Funchal, onde actualmente se situa o Pestana Carlton. A 28 de Abril, acompanhada pelo Infante D. Luís, que viera de Lisboa em representação do pai, partiu escoltada pela corveta portuguesa Bartolomeu Dias até Gibraltar e mais dois vapores de guerra ingleses. A Imperatriz Isabel voltou bastantes anos depois à Madeira.
Pela Madeira passaram também, em longas estadias, a Rainha Adelaide de Inglaterra, em 1847; o Príncipe Maximiliano Napoleão, cunhado de Sissi e Duque de Leuchetemberg, em 1850, e o futuro imperador Maximiliano do México e sua mulher, Carlota da Bélgica.

Os Habsburgo haveriam de ficar para sempre ligados à Madeira, ali tendo falecido, no exílio, Carlos de Áustria, o último imperador, em 1922, recentemente beatificado.
Mas uma das visitas que mais marcou a história do Funchal foi certamente a de D. Carlos e Rainha Dona Maria Amélia em 1901.
O Funchal, recebeu ainda o primeiro raid internacional sob o Atlântico sul. O raid ocorreu a 22 de Março de 1921 e a viagem Lisboa-Funchal foi feita pelos pilotos Sacadura Cabral, Gago Coutinho e Ortins Bettencourt.
Vários príncipes, princesas, duques e duquesas europeus foram visitando também a ilha, até que em 1950 o primeiro-ministro britânico Winston Churchill passa férias na Madeira, onde se encanta pelas suas paisagens, em especial Câmara de Lobos.
Em 1958, a Madeira recebe a visita de Carmen Polo de Franco, esposa do ditador espanhol Franco.
Mais tarde, em 1986 o Funchal recebe em visita oficial o Rei Carlos Gustav XVI e a Rainha Sílvia da Suécia. O príncipe Alberto do Mónaco visita a Madeira em 1985 e em 1993 a sua irmã, a princesa Stefanie fica a conhecer as paisagens da ilha. O príncipe da Arábia Saudita e a sua família visitam a Região por duas vezes, uma em 1993 e a segunda três anos depois.
Mas, a grande visita foi sem sombra de dúvidas a do Papa João Paulo II, a 12 de Maio de 1991, que durante esse dia celebrou uma missa no Estádio dos Barreiros e ainda visitou a Sé do Funchal, partindo na parte da tarde para Fátima.
Ao nível de presidentes da República Portuguesa, todos visitaram a Região Autónoma a começar com Ramalho Eanes, Mário Soares, Jorge Sampaio e Cavaco Silva.
Por esta breve referência às personalidades que já passaram pela ilha, dá para perceber que a Região agrada não só à nobreza, mas também a políticos, artistas e investigadores.
A visita deste fim-de-semana dos Reis de Espanha integrará certamente a lista de grandes personalidades que estiveram na ilha, sendo mais um marco para recordar na história da Região Autónoma da Madeira.

Os Reis de Espanha visitam também o Porto Santo, outra ilha do arquipélago madeirense e onde viveu o mais famoso de todos os navegadores, o português Cristóvão Colombo que descobriu a América.

Lista de hóspedes ilustres

do Reid’s Palace com 78 nomes
O hotel Reid’s Palace é conhecido pela sua história, mas também pelos hóspedes ilustres que lá ficaram. Só na lista de hóspedes VIP constam 78 nomes, desde 1894 até este ano. É impossível destacar todos, mas foram muitos os aristocratas das mais variadas casas europeias, mas também da Arábia Saudita que naquele hotel ficaram hospedados. Um dos hóspedes mais conhecidos foi o primeiro-ministro britânico, Winston Churchill e a sua esposa, em 1950. Os seus netos também já lá ficaram, em 1999. Mas na lista consta ainda artistas como a cantora de ópera inglesa, Kiri Te Kanawa, em 2000. A rainha Sílvia da Suécia ficou no hotel decorria o ano de 2002 e no mesmo ano o prémio Nóbel da Literatura, Imre Kertész, visitou a Madeira e escolheu aquele hotel histórico para pernoitar.
Conhecida pela “dama de ferro”, Margaret Thacher visitou a ilha em 2001 e ficou no Reid’s Palace, apesar de já ter ficado no Savoy outra unidade hoteleira que também recebe personalidades de destaque. Nesse mesmo ano, José Maria Aznar fica no Reid’s, o mesmo acontece com os Duques de Bragança, no ano passado e novamente este ano. O escritor John le Carré ficou também hospedado naquele hotel este ano.

publicado por Alberto Pita às 10:19

pesquisar neste blog
 
Julho 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
11

12
15
18

19
22
25

26


mais sobre mim