03
Ago 09

O italiano Giandomenico Basso, em Abarth Grande Punto S2000, venceu hoje a 50ª edição do Rali Vinho Madeira, com uma escassa vantagem de 3,5 segundos sobre Bruno Magalhães, em Peugeot 207 S2000.

Basso assumiu a liderança da prova desde a segunda classificativa e amealhou uma vantagem que chegou aos 17,4 segundos sobre o campeão português, mas a quatro "especiais" do final do rali perdeu oito segundos devido a um pião, dando esperanças ao piloto do Peugeot 207 S2000.

Contudo, na segunda passagem pelo Chão da Lagoa, Basso segurou por 3,5 segundos a vitória face a Magalhães, vencedor da prova especial mais longa e última do rali.

Com este triunfo o piloto da Abarth isolou-se no primeiro lugar do Campeonato da Europa de Ralis, com 59 pontos, mais oito do que o polaco Michal Solowow (nono na Madeira) e 10 que Corrado Fontana (oitavo).

Com a pontuação obtida na Madeira, Bruno Magalhães reduziu para quatro a diferença pontual para Vítor Pascoal (12.º), animando o Campeonato de Portugal de Ralis, quando faltam disputar três provas.

No terceiro lugar do pódio ficou o madeirense Alexandre Camacho (Peugeot 207 S2000), a 38,2 segundos de Magalhães e com uma vantagem de 7,7 segundos face ao francês Nicolas Vouilloz, campeão do IRC em 2008.

O piloto insular, que repetiu a proeza conseguida em 2008, assumiu hoje o comando do Campeonato da Madeira de Ralis, apenas com um ponto de vantagem sobre Miguel Nunes (sétimo), deixando tudo em aberto para as últimas duas provas da temporada.

Na quarta posição terminou o francês Nicolas Vouilloz (Peugeot 207 S2000) seguido do líder do IRC, o britânico Kris Meeke, da Peugeot UK.

Pese embora a sexta prova do troféu da FIA tenha sido conquistada por Giandomenico Basso, a liderança do IRC continua na posse de Meeke, secundado pelo belga Freddy Loix, sexto classificado na Madeira.

O Rali Vinho Madeira foi disputado em duas etapas, num total de 21 Provas Especiais, sob um sol escaldante e observado por milhares de pessoas nas sinuosas estradas da ilha.

 

Classificação final: 1. Giandomenico Basso/Mitia Dotta, Ita/Ita 3:09.55,4 horas.
(Abarth Grande Punto S2000)
2. Bruno Magalhães/Carlos Magalhães, Por/Por a 3,5 seg.
(Peugeot 207 S2000)
3. Alexandre Camacho/Pedro Calado, Por/Por a 41,7.
(Peugeot 207 S2000)
4. Nicolas Vouilloz/Nicolas Klinger, Fra/Fra a 49,4.
(Peugeot 207 S2000)
5. Kris Meeke/Paul Nagle, GB/Irl a 1.21,9 min.
(Peugeot 207 S2000)
6. Freddy Loix/Frederic Miclotte, Bel/Bel a 1.28,4.
(Peugeot 207 S2000)
7. Miguel Nunes/Victor Calado, Por/Por a 4.57,9.
(Peugeot 207 S2000)
8. Corrado Fontana/Carlo Cassina, Iia/Ita a 5.50,6.
(Peugeot 207 S2000)
9. Michal Solowow/Maciek Baran, Pol/Pol a 7.29,9.
(Peugeot 207 S2000)
10. Filipe Freitas/Daniel Figueiroa, Pol/Pol a 10.22,4.
(Renault Clio S1600)

Mais três anos no IRC
O presidente da Comissão Organizadora do Rali Vinho Madeira (RVM)
garantiu domingo que a prova vai continuar integrada no Intercontinental
Rally Challenge (IRC), por mais três anos.
Paulo Fontes revelou que os termos do novo contrato foram discutidos numa reunião realizada no Funchal com alguns dos responsáveis pelo troféu da FIA, entre os quais o francês Jean Pierre Nicolas, antigo vencedor da prova madeirense.
Fonte: Texto da autoria integral da Agência Lusa
 
publicado por Alberto Pita às 18:52

pesquisar neste blog
 
Agosto 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30
31


mais sobre mim