10
Jan 10

Jacinto Serrão voltou a ser eleito presidente do PS-Madeira.
Nas eleições directas que decorreram ontem e anteontem, aquele que já havia liderado o partido entre 2002 e 2007 voltou a merecer a confiança dos militantes, vencendo assim o seu opositor, Victor Freitas.
Embora à hora a que falou com o JM ainda não soubesse os resultados finais, Jacinto Serrão disse que «os militantes do PS depositaram a confiança em mim para assumir mais uma vez os destinos do PS». Como tal, sustentou que «sou o presidente do todos os militantes do PS e quero assumir esta responsabilidade de corpo inteiro de maneira a servir o meu partido e de maneira a colocar o PS ao serviço das causas da Madeira e ao serviço dos madeirenses».
O novo líder socialista referiu que «sempre fiz durante esta campanha um apelo à mobilização dos militantes do PS, os militantes vieram votar e quero felicitar todos os militantes do PS que votaram independentemente da lista, que deram o sinal de que o PS-Madeira é um grande partido regional, é o maior partido da oposição e quer se afirmar como a verdadeira alternativa de poder na Região e tudo farei para que isso aconteça já nos próximos actos eleitorais». «Os militantes escolheram-me para liderar o PS nos próximos tempos e vou fazê-lo com sentido de responsabilidade procurando unir o partido e chamar todos a participar na vida política do partido, porque a partir de hoje eu sou o presidente de todos os militantes do PS- Madeira», acrescentou.
Por seu turno, Victor Freitas, afirmava já saber que tinha tido 619 votos, enquanto que Jacinto Serrão havia tido 659, vencendo por 40 votos.
Victor Freitas cumprimentou o seu adversário, desejando que «faça um bom mandato à frente dos destinos do partido e que ajude o partido a crescer».
Constatou ainda que o PS ficou nestas eleições internas «completamente dividido ao meio», e como tal, disse que «saberei interpretar as minhas responsabilidades neste novo quadro do PS».
Por fim, disse que vai continuar a assumir as suas responsabilidades e lutar pelo PS em nome da Madeira e dos Madeirenses.
Refira-se que os resultados acabaram por dar uma reviravolta, tendo em conta que no final do primeiro dia de votação, Victor Freitas liderava as eleições directas para a presidência do PS-Madeira com 55 por cento dos votos, obtendo 380 votos dos cerca de 700 votantes do primeiro dia.
No mesmo dia, o outro candidato, Jacinto Serrão, agora líder do partido, obteve mais votos no concelho do Funchal (253 contra 242), mas nos concelhos rurais, Victor Freitas vencera.
À hora de fecho da nossa edição não era ainda possível apurar dados mais concretos, a não ser que Jacinto Serrão está de novo à frente do PS-Madeira.

Fonte: Texto da autoria integral do JM

publicado por Alberto Pita às 13:53

pesquisar neste blog
 
Janeiro 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

12
14
15

17
18
19
20
22

24
26
27
30

31


mais sobre mim

ver perfil

seguir perfil

9 seguidores