15
Fev 10

Metade das pessoas que sofrem um ataque cardíaco não sobrevive.

Em Portugal, a Madeira e os Açores são das regiões onde o número de mortes súbitas é mais preocupante, apesar de «termos um sistema de emergência médica (EMIR) que é fantástico e todos os meios técnicos e humanos no Hospital».

Ainda assim, morrem na Madeira 200 pessoas, por ano, devido a enfarte do miocárdio, o que significa que cerca de 400 são vítimas da doença.

publicado por Alberto Pita às 11:10

pesquisar neste blog
 
Fevereiro 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
12
13

14
18
19
20

21
24

28


mais sobre mim

ver perfil

seguir perfil

9 seguidores