16
Mar 10
Pedro Passos Coelho, candidato à liderança do PSD não vai fazer campanha na região autónoma da Madeira assumindo más relações com Alberto João Jardim.
Pedro Passos Coelho que no último congresso entrou em confronto directo com Alberto João Jardim, não fará campanha para a sucessão a Manuela Ferreira Leite na Madeira, região que conta com mais de 3500 militantes social-democratas com poder de voto avançou esta segunda-feira o Económico.
No último congresso, Passos Coelho dirigiu-se a João Jardim dizendo-lhe «que o perdoava», tal como ele «perdoou Sócrates», ao que o dirigente madeirense reagiu levantando-se nessa altura e sentando-se ao lado de Paulo Rangel.
Questionado pelos jornalistas no final, Jardim deixou explicito o apoio ao candidato Paulo Rangel, ao dizer que «obviamente» o ia apoiar.
publicado por Alberto Pita às 23:01

pesquisar neste blog
 
Março 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
15
17
18
20

21
22
24
25
27

29
30
31


mais sobre mim

ver perfil

seguir perfil

9 seguidores