23
Mar 10

Nos últimos dias, a TAP e o sindicato dos pilotos têm mantido algumas reuniões técnicas, sem grandes resultados.

A empresa e os pilotos falharam também um acordo na fixação dos serviços mínimos, mas os pilotos aceitam como excepção à greve, marcada para o período entre o dia 26 e o dia 1, manter os voos para a Madeira, por solidariedade.

Aproveitando esta disponibilidade, a TAP pretende assegurar os serviços mínimos para o arquipélago, como explica o porta-voz António Monteiro.

publicado por Alberto Pita às 23:11

pesquisar neste blog
 
Março 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
15
17
18
20

21
22
24
25
27

29
30
31


mais sobre mim