22
Mai 10

O presidente do Governo Regional, Alberto João Jardim, admitiu ontem recorrer à requisição civil do Estádio da Madeira, caso as administrações do Marítimo e do Nacional não se entendam para que os jogos da Liga Europa possam ali ser realizados.

O campo do Marítimo, o actual Estádio dos Barreiros, está em obras, razão pela qual os jogos da Liga Europa nos quais os verde-rubros estão envolvidos não poderão ser nele disputados.

A solução passa por o Marítimo jogar no Estádio do Nacional, mas as rivalidades entres estes dois clubes tem vindo a protelar a cedência do campo por parte dos alvi-negros.

"O Estatuto Político-Administrativo da Região Autónoma da Madeira prevê que, em caso de necessidade, haja requisição civil, é um dos poderes do Governo Regional", disse Alberto João Jardim quando confrontado com esta questão.

Incomodado com a questão, o governante madeirense foi bem claro: "Estou farto disso, dessas histórias entre Marítimo e Nacional, amanhem-se, não estou para perder tempo com baboseiras".

O Marítimo tem de informar a Liga Europa até ao dia 27 de Maio o campo onde vai disputar os jogos.

publicado por Alberto Pita às 12:57

pesquisar neste blog
 
Maio 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
12
13
14

16
17
20
21

23
24
25
27
28
29

31


mais sobre mim

ver perfil

seguir perfil

9 seguidores