13
Jul 10

O presidente da Assistência Médica Internacional (AMI), Fernando Nobre, comparou hoje, no Funchal, a União Europeia a um «monstro burocrático», por, de «forma injustificada», atrasar as ajudas prometidas à Madeira na sequência do temporal de 20 de fevereiro.

 

Fernando Nobre falava, na qualidade de dirigente da instituição e não de candidato presidencial, na cerimónia de entrega de equipamentos à equipa de resgate de montanha dos bombeiros municipais do Funchal, no valor de 35 mil euros.

 Nobre censurou «a burocracia extremamente pesada ao nível europeu que faz que, de forma injustificada, cinco meses quase depois da tragédia as verbas ainda não estejam disponíveis», criticando «a grande diferença de intervenção que existe entre instituições da sociedade civil e esse monstro burocrático que se chama União Europeia».

 

 

 

 

publicado por Alberto Pita às 21:28

pesquisar neste blog
 
Julho 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
15
16
17

18
19
20
21
23

26
27
28
29
30
31


mais sobre mim