17
Mar 09

Nacional e Marítimo empataram na Madeira a uma bola no último encontro da 22.ª jornada da Liga.

O jogo ficou marcado pela lesão de Olegário Benquerença, que, aos 28 minutos, foi substituído por Marco Ferreira.

Antes, aos 20 minutos, o Nacional inaugurou o marcador por Juliano, numa altura em que o Marítimo comandava a partida.

Os homens de Carlos Carvalhal empataram aos 67 por Baba e, aos 73, começaram a jogar com mais um jogador devido a expulsão por acumulação de amarelos de Marcinho.

publicado por Alberto Pita às 00:44

03
Nov 08

O Marítimo derrotou o Nacional, por 4-2, no dérbi madeirense que encerrou a sétima jornada da Liga Sagres disputado no Estádio dos Barreiros, no Funchal.

Uma vitória justa da melhor equipa em campo, se bem que os nacionalistas nunca tenham desistido de outro resultado.

O jogo começou praticamente com o primeiro golo dos maritimistas, obra de Baba, correspondendo a preceito a um cruzamento de Paulo Jorge. Mas aos 11’ o Nacional podia ter igualado, não fosse Marcos efectuar uma excelente defesa a cabeceamento de Mateus.

Com o Marítimo mais na frente, o Nacional, porém, procurou sempre o golo no contra-ataque, mas a equipa de Lori Sandri chegaria ao segundo tento pouco antes do intervalo, por Djalma, após cruzamento de Manu, que entrara a substituir o lesionado Baba.

No segundo tempo, aos 62’, Manu novamente num cruzamento ofereceu o 3-0 a Marcinho.

Parecia que o jogo estava acabado.

Mas não, o Nacional reagiu muito bem e Fabiano Oliveira obrigou Marcos a aplicar-se novamente, antes de Felipe Lopes, finalmente, ter marcado para os visitantes, de cabeça, na sequência de um canto.

Estávamos no 67.º minuto e, ao 74.º, Fabiano OIiveira rematou um pouco ao lado após boa assistência de Nené.

O Nacional crescia e o Marítimo tremia.

Naturalmente, a equipa de Manuel Machado chegou ao 3-2, por Nené, aos 82’, a concluir um cruzamento de Patacas.

Estava relançado o jogo, mas tudo acabou pouco depois.

Aos 85’, o árbitro, Pedro Proença, assinalou falta (duvidosa) de Patacas sobre Manu e, no respectivo penálti, Bruno fechou a contagem (4-2).

Um jogo equilibrado, com um triunfo justo mas suado do Marítimo, que assim sobe ao grupo dos quintos classificados, com 11 pontos, juntamente com a Naval, o Estrela da Amadora e o FC Porto.

O Nacional fica-se pelo terceiro lugar, a par do Sporting, com 13 pontos.

publicado por Alberto Pita às 22:15
tags:

21
Out 08
Está em contagem decrescente mais uma edição (a terceira) do “Funchal Brisa Sown Town”, em BTT (Bicicletas de Todo-o-Terreno), prova que terá lugar no próximo sábado à tarde na capital da Região. Entre os cerca de 100 “bêtetistas” inscritos, destaque para os camnpeões do Mundo nesta especialidade, os irmãos ingleses Rachel e Gee Atherton, naquele que será mais um... grande espectáculo.

Fonte: Texto da autoria integral do JM

publicado por Alberto Pita às 21:50
tags:

20
Out 08

A nova pista da Ribeira Brava, na Madeira, receberá, a 6 de Junho de 2009, a 13ª Taça da Europa de 10 000 metros.

Esta foi a principal novidade para Portugal, após a reunião para acerto do calendário europeu, em Amesterdão.
Trata-se do regresso da prova ao nosso país, pois já se disputou em Leiria e Lisboa, mas na altura corria-se em Abril.

Fonte: Infordesporto

publicado por Alberto Pita às 20:51
tags:

04
Out 08
A Associação de Ténis de Mesa da Madeira (A.T.M.M.) e a Federação Angolana de Ténis de Mesa (F.A.T.M), oficializaram hoje o Protocolo de Cooperação desportiva, na Pavilhão de Ténis de Mesa Rafael Gomes, no Funchal.
Este acordo foi oficializado pelo Prof. Juan Gonçalves, Presidente da Direcção da A.T.M.M., e pelo Dr. Filomeno Fortes, Presidente recém-eleito da F.A.T.M..
A celebração deste protocolo visa essencialmente proporcionar condições para que atletas, técnicos e demais agentes possam participar com uma maior frequência em eventos de carácter formativo e desportivo, tanto na Madeira como em Angola.
A Federação Angolana de Ténis de Mesa, fundada em 1979, contará com a colaboração do técnico português Abílio Cruz, que desempenhará, entre outras funções, a função de Seleccionador Nacional.
De referir igualmente que esta colaboração vigorará durante o período de ano, sendo renovável por períodos iguais, salvo denúncia de alguma das partes.
publicado por Alberto Pita às 21:13

20
Set 08

A Madeira vai acolher na próxima semana dois jogos da selecção nacional sénior masculina, de andebol. O adversário é o seleccionado da Noruega e os embates visam a preparação da equipa das “quinas”.

O primeiro embate entre as equipas lusa e nórdica estão aprazados para terça-feira (dia 23) no Pavilhão do C.S. Marítimo às 19h00, enquanto o segundo terá lugar na quarta-feira (dia 24) às 15h00, no pavilhão da Escola Bartolomeu Perestrelo.
 

publicado por Alberto Pita às 19:20

03
Set 08

O Madeira SAD voltou a conquistar a Supertaça de andebol feminino, ao bater na final o Colégio de Gaia, por um tangencial 26-25, conseguido após prolongamento e depois de um empate a 22.
A prova, que se disputou em Ansião, ainda contemplou o encontro para o 3.º e o 4.º lugar, tendo o Gil Eanes vencido a formação do Maiastars por 29-25.

Fonte: Infordesporto

publicado por Alberto Pita às 00:37
tags:

13
Ago 08

Portugal Telecom marca novamente presença naquele que é considerado um dos principais eventos desportivos realizados no nosso país. Este ano a Volta a Portugal em Bicicleta conta com a 70ª edição e o Meo é o parceiro tecnológico desta importante iniciativa através da cedência de meios de telecomunicações essenciais para a organização e para a cobertura jornalista do evento.

publicado por Alberto Pita às 20:58

10
Ago 08

Um jogador amador de 34 anos faleceu em campo quando participava num torneio, denominado «24 Horas da Futebolar», no concelho madeirense de Santa Cruz.

A morte do futebolista aconteceu durante um encontro Câmara de Lobos-Machico.

Carlos Alberto Nascimento, que integrava a equipa do Câmara de Lobos, uma das 16 participantes no Torneio de Verão, entrou na segunda parte da partida e caiu inanimado 10 minutos depois de entrar em campo, tendo falecido a caminho do hospital. «Os bombeiros ainda tentaram a reanimação, mas não surtiu efeito», disse à Lusa fonte dos bombeiros locais.

A EMIR (Equipa Médica de Intervenção Rápida) esteve no local e prestou assistência à vítima, que foi encaminhada para as urgências do Hospital Central do Funchal. «Foram de imediato prestados os cuidados médicos e na altura não nos apercebemos da gravidade da situação, a equipa da Emir veio de encontro à ambulância, que esteve na via rápida parada cerca de 20 minutos para ser prestada assistência», referiu à Lusa Gil Alves, um dos responsáveis do torneio.
Fonte: Portugal Diário

publicado por Alberto Pita às 17:26

09
Ago 08

Maribel Gonçalves (atletismo), Filipe Bezugo (ginástica), Cristiano Ronaldo e Danny (futebol) são as “baixas” entre os madeirenses para os Jogos Olímpicos que se inciaram ontem em Pequim.

Se a selecção de futebol, tal como é habitual, falhou as olimpíadas, o ginasta do Nacional desta feita não logrou o “passaporte” para Pequim, ao passo que a marchadora do Marítimo obteve os mínimos mas ficou de fora da equipa, em detrimento de Susana Feitor, Inês Henriques e Vera Santos.

Perto de seguir para o Oriente, há que mencionar mais dois outros madeirenses que falharam, por pouco, o apuramento: Dany Gonçalves (no atletismo — 4x100 metros planos) e Flávio Cruz (na selecção nacional sénior masculina de voleibol). Ainda em comparação 2004, a presença insular foi acrescida com mais três atletas nos Jogos Paralímpicos, designadamente com as participações de Rodolfo Alves (atletismo), Alcides Fernandes e Lino Rodrigues (basquetebol), sendo que este ano há também que contar com Emanuel Gonçalves (natação).
Nesta edição dos Jogos Olímpicos, eis os madeirenses presentes:

João Rodrigues (Prancha à vela)
Marco Vasconcelos (Badminton)
Ana Moura (Badminton)
Marcos Freitas (Ténis de Mesa)
Helena Rodrigues (Canoagem)
Alberto Paulo (Atletismo)

Tudo começou em 1928 com a esgrima
A entrada de madeirenses em Jogos Olímpicos começou em 1928, em Amesterdão (Holanda), quando Sebastião Herédia apurou-se na modalidade de esgrima. Quatro anos volvidos, Herédia repetiu a proeza, voltando a marcar presença, no caso em Los Angeles1932, mas então na disciplina de Pentatlo Moderno. Seguiram-se depois 56 anos sem qualquer “sotaque” madeirense na maior competição desportiva do planeta. Foi, pois, necessário esperar até Seul1988, para que um atleta da Região integrasse a comitiva portuguesa. O feito coube ao nadador Paulo Camacho, do Clube Naval do Funchal. Foi o mote para o "boom" que se vem assistindo nas últimas duas décadas. Quatro anos depois, em Barcelona, já os madeirenses se apresentaram com uma representação significativa, de cinco atletas: Ricardo Fernandes (badminton), Ricardo Portela (hipismo), Paula Saldanha (judo), Paulo Martins (luta greco-romana) e João Rodrigues (vela), este último do Centro de Treino Mar, que viria a iniciar um percurso histórico.
Seguiram-se os Jogos de Atlanta1996, com João Rodrigues a “bisar” e Catarina Fagundes, velejadora do Clube Naval do Funchal, a completar a representação madeirense. Sidney2000 voltou a privilegiar a participação de apenas dois madeirenses — Marco Vasconcelos (badminton) juntou-se a João Rodrigues, mas dois paralímpicos também estiveram na Austrália: Rodolfo Alves e Alcides Fernandes. Vieram depois os Jogos de Atenas2004, com o recorde de participação de madeirenses, com o mesmo “filme” agora em Pequim2008.

Quatro medalhas para lusos?
Portugal conquista um recorde de quatro medalhas — uma de ouro, duas de prata e uma de bronze - nos Jogos Olímpicos Pequim2008, caso se confirmem os favoritismos apresentados num livro disponível no principal centro de imprensa (MPC). O livro "Sports Facts & Figures Guide — For the media", com 630 páginas, tem, no entanto, uma lacuna: Naide Gomes não surge nas 10 favoritas no salto em comprimento feminino, apesar de deter a melhor marca mundial do ano. Segundo o livro, os heróis portugueses em Pequim2008 vão ser Vanessa Fernandes, previsível campeã olímpica do triatlo, a judoca Telma Monteiro e o atirador João Costa, "candidatos" à medalha de prata em -52 kg e na pistola livre a 50 metros, e o velejador João Rodrigues, que apontado como 3.º favorito na prancha “RS:X.”.

A origem/início do evento
Os Jogos Olímpicos compõem um evento desportivo que ocorre a cada quatro anos, após o período da olimpíada, e que reúne atletas de quase todos os países do mundo, para competirem em várias categorias de desporto. Tradicionalmente costuma-se afirmar que os primeiros Jogos realizaram na Grécia Antiga no ano 776 AC, como uma importante celebração e tributo aos deuses. Tendo sido proibidos pelo imperador cristão Teodósio I em 393 da era actual, por serem uma manifestação do paganismo. Porém, em 1896, um aristocrata francês, Barão de Coubertin, recuperou os Jogos tentando reavivar o espírito das primeiras Olimpíadas, que passaram a ser realizadas de quatro em quatro anos desde então (como a tradição grega), tendo sido interrompidos apenas durante a 1.ª e a 2.ª Guerra Mundial.

Em 28 edições de Jogos Olímpicos, são muitas as prozas de atletas nacionais, com subidas ao pódio e respectivas medalhas.

Eis os medalhados:
1924 PARIS — EQUESTRE (Prémio das Nações) BRONZE: Aníbal Almeida, Hélder Martins, Mouzinho de Albuquerque e Luís Menezes.
1928 AMESTERDÃO — Esgrima (Espada por equipas) BRONZE: Paulo Leal, Mário Noronha, Jorge Paiva, Frederico Paredes, João Sasseti e Henrique Silveira.
1936 BERLIM — EQUESTRE (Prémio das Nações) BRONZE: Luís Silva, Domingos Coutinho e José Beltrão.
1948 LONDRES — EQUESTRE (Ensino por equipas) BRONZE: Fernando Paes, Francisco Valadas e Luís Silva; VELA (Swallow) PRATA: Duarte Bello e Fernando Bello.
1952 HELSÍNQUIA — VELA (Star) BRONZE: Joaquim Fiúza e Francisco Andrade.
1960 ROMA — VELA (Star) PRATA: Mário Quina e José Quina.
1976 MONTREAL — ATLETISMO (10.000) PRATA: Carlos Lopes; TIRO (Fosso olímpico) PRATA: Armando Marques.
1984 LOS ANGELES — ATLETISMO (Maratona) OURO: Carlos Lopes; ATLETISMO (Maratona) BRONZE: Rosa Mota; ATLETISMO (5.000) BRONZE: António Leitão.
1988 SEUL — ATLETISMO (Maratona) OURO: Rosa Mota.
1996 ATLANTA — ATLETISMO (10.000) OURO: Fernanda Ribeiro; VELA (470) BRONZE: Hugo Rocha e Nuno Barreto.
2000 SIDNEY — ATLETISMO (10.000) BRONZE: Fernanda Ribeiro; JUDO (- 81 kg) BRONZE: Nuno Delgado.
2004 ATENAS — ATLETISMO (100) PRATA: Francis Obikwelu; CICLISMO (Estrada) PRATA: Sérgio Paulinho; ATLETISMO (1.500) BRONZE: Rui Silva.

Fonte: Texto da autoria do Jornal da Madeira

*com adaptações

publicado por Alberto Pita às 20:59

pesquisar neste blog
 
Outubro 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

17
18
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28
29
30

31


mais sobre mim