04
Nov 07

O presidente do PS/Madeira anunciou ontem o corte de relacionamento institucional com a estrutura do Movimento Partido da Terra na região, a quem acusa de «quebra de lealdade», noticia a Lusa.

Em declarações à agência noticiosa, João Carlos Gouveia explicou que na base desta decisão está o facto do MPT ter apresentado no parlamento madeirense uma proposta idêntica ao documento que os socialistas colocaram à consideração de todas as forças partidárias, que visava exigir mais meios para os serviços do Ministério da Justiça nesta região.

«A carta a ser enviada ao Procurador-Geral da República foi entregue a todos os partidos, incluindo o MPT para colher apoio das respectivas estruturas partidárias, e este apresentou na Assembleia Legislativa da Madeira uma iniciativa legislativa sobre o mesmo assunto», destacou o líder socialista.

Recorde-se que o MTP surgiu na cena política regional na sequência das divergências entre os deputados João Isidoro e Ismael Fernandes e a estrutura regional do Partido Socialista.

Depois de terem surgido publicamente várias críticas destes deputados ao PS-M e de estes terem tomado posições divergentes das assumidas pelo partido, o PS-M decidiu retirar a confiança política a estes deputados. Foi então que surgiu o partido MTP.

O Movimento foi a votos pela primeira vez nas eleições antecipadas de 6 de Maio de 2007, tendo conseguido eleger um deputado. João Isidoro é quem ocupa o lugar.

Fonte: Agência Lusa

publicado por Alberto Pita às 14:16

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.


pesquisar neste blog
 
Novembro 2007
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

16

19

29


mais sobre mim

ver perfil

seguir perfil

9 seguidores

subscrever feeds