05
Nov 07

A maioria do PSD-M na Comissão Parlamentar Especializada de Saúde e Assuntos Sociais da Assembleia Legislativa da Madeira chumbou hoje a audição do secretário regional dos Assuntos Sociais sobre a Lei da Interrupção Voluntária da Gravidez proposta pelo PCP.

O PSD-M justificou o chumbo por considerar que a lei é de âmbito nacional e que cabia ao Serviço Nacional de Saúde promover a sua aplicação e adiantou haver uma portaria que remete para a Maternidade Alfredo da Costa as mulheres que optarem pela IVG, revelou o presidente da Comissão, o socialista Bernardo Martins.

publicado por Alberto Pita às 20:52
tags: , ,

pesquisar neste blog
 
Novembro 2007
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

16

19

29


mais sobre mim

ver perfil

seguir perfil

9 seguidores