05
Nov 07

A maioria do PSD-M na Comissão Parlamentar Especializada de Saúde e Assuntos Sociais da Assembleia Legislativa da Madeira chumbou hoje a audição do secretário regional dos Assuntos Sociais sobre a Lei da Interrupção Voluntária da Gravidez proposta pelo PCP.

O PSD-M justificou o chumbo por considerar que a lei é de âmbito nacional e que cabia ao Serviço Nacional de Saúde promover a sua aplicação e adiantou haver uma portaria que remete para a Maternidade Alfredo da Costa as mulheres que optarem pela IVG, revelou o presidente da Comissão, o socialista Bernardo Martins.

publicado por Alberto Pita às 20:52
tags: , ,

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.


pesquisar neste blog
 
Novembro 2007
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

16

19

29


mais sobre mim

ver perfil

seguir perfil

9 seguidores

subscrever feeds