07
Dez 07
O Governo Regional da Madeira vai investir cerca de 1,2 milhões de euros no tradicional espectáculo de fogo-de-artifício na baía do Funchal, que assinala a passagem de ano e é considerado o principal cartaz turístico da Madeira.

«Noite de São Silvestre: do Mito à Realidade. Uma Viagem pelo tempo, da Atlântida perdida para a Madeira do futuro» é este ano tema do projecto da autoria da empresa 'Macedos Pirotecnia', que venceu o concurso público para a realização deste evento que teve três concorrentes.

Este espectáculo, integrado no programa de Natal e Fim-de-Ano, orçamentado num total de 5,2 milhões de euros pela Secretaria Regional do Turismo e Transportes, é ponto de atracção para milhares de madeirenses e visitantes que enchem por completo as unidades hoteleiras da Madeira.

Segundo dados deste departamento governamental, o espectáculo terá a duração de oito minutos.

O fogo que encherá de luz e cor os céus do Funchal será disparado de 24 postos distribuídos pelo anfiteatro da cidade, sete na orla marítima e baixa citadina e outros seis colocados em plataformas no mar.

Nesta noite é também costume o porto do Funchal ficar cheio de navios de cruzeiro repletos de passageiros, para assistirem a este espectáculo.

São assim aguardados a 31 de Dezembro uma dúzia de paquetes, alguns ficarão no porto e outros ao largo na baía do Funchal, que transportarão cerca de 15 mil pessoas e milhares de tripulantes.

Entretanto, hoje arrancou a animação da baixa funchalense no âmbito das Festas de Natal e fim-de-ano 2007, que passa pelo acender do resto das centenas de milhares de lâmpadas e quilómetros de mangueiras eléctricas que enchem de luz o Funchal do mar ao topo da montanha.

Nos arredores da Sé da cidade estão também agora demonstradas as mais importantes tradições natalícias da região, que vão desde a exposição 'Menino Jesus do Mundo', a um presépio de Natal, uma retrospectiva fotográfica e uma aldeia etnográfica, onde não falta a gastronomia com a divulgação dos «sabores e aromas da ilha».

Nas placas da avenida Arriada está um «natal dos pequeninos», «um natal branco» e um «presépio barroco».

A partir de hoje a música ecoa igualmente pelos quatro cantos do Funchal, tocada por várias bandas filarmónicas e grupos folclóricos, orquestras e coros, tunas e grupos tradicionais, como é o caso do tradicional grupo dos «Borracheiros do Porto da Cruz» que tiram melodias de búzios.

Estão também previstos espectáculos de bailado, «A Cinderella» no Teatro Municipal do Funchal e concertos pela Orquestra Clássica da Madeira.

A secretária regional do Turismo madeirense, Conceição Estudante, salientou que o principal objectivo é «recuperar a tipicidade da Festa (nome que antigamente os madeirenses davam à quadra natalícia) na região».

Fonte: Texto da autoria integral da Agência Lusa

publicado por Alberto Pita às 23:56

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.


pesquisar neste blog
 
Dezembro 2007
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
12

19
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30
31


mais sobre mim

ver perfil

seguir perfil

9 seguidores

subscrever feeds