23
Abr 08
O secretário-geral do PS/M, Jaime Leandro, afirmou hoje que a queda dos órgãos autárquicos da freguesia socialista de Gaula (Santa Cruz) visa repor a «legalidade».

Em declarações à Agência Lusa, Jaime Leandro defendeu que «é desejável a decisão tomada pela Assembleia de Freguesia de se demitir em bloco, provocando eleições intercalares».

De acordo com este dirigente, o «PS vai agora reunir e decidir sobre quais serão os seus candidatos às eleições intercalares» que se realizarão a pouco mais de um ano do final do mandato, sendo certo que Nazário Coelho, o actual presidente, não terá o apoio socialista.

O imbróglio em torno desta freguesia santacruzense terá começado com quezílias entre o presidente da Junta e o presidente da Assembleia de Freguesia, Filipe Sousa (que suspendeu o mandato devido à Lei das Incompatibilidades) e o seu irmão e vice-presidente da Junta, Élvio Sousa.

As quezílias envolveram questões de chaves das instalações, sucessivas declarações à imprensa do presidente da Junta de Freguesia acusando os irmãos Sousa de obstrução e, no final, o seu isolamento político na Assembleia de Freguesia.

publicado por Alberto Pita às 22:38

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.


pesquisar neste blog
 
Abril 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
12

15
18
19


30


mais sobre mim

ver perfil

seguir perfil

9 seguidores

subscrever feeds