27
Abr 08

Na guerra pela liderança do PSD, Alberto João Jardim apelou à revolta contra todas as candidaturas já existentes para a presidência do PSD, a que chamou de «saco de gatos».

O líder madeirense admite que tem as portas abertas a uma candidatura e espera o apoio das bases.

Alberto João Jardim deu mais uma prova de que ainda pode entrar na corrida para a liderança do partido. O presidente do PSD/Madeira vai mais longe e deixa bem claro que Santana Lopes não merece apoio.

De acordo com informações recolhidas pela TVI, Alberto João Jardim esperava que Santana lhe devolvesse apoio no Conselho Nacional e não gostou que o deputado aproveitasse a reunião para manifestar disponibilidade para ser candidato.

Em entrevista à SIC Notícias, Santana Lopes já disse que só decidiu candidatar-se depois de ouvir Luís Filipe Menezes e Alberto João Jardim.

Depois de Pedro Santana Lopes ter anunciado a candidatura na quinta-feira, Alberto João Jardim continuou os contactos com estruturas do partido e terá mesmo, este sábado, um encontro com o presidente da distrital do Porto que vai à Madeira.

Marco António Costa, vice-presidente de Menezes em Gaia, já disse que não apoia Santana e espera por uma decisão definitiva do líder madeirense, ao mesmo tempo que vai abrindo portas para Pedro Passos Coelho, o candidato que deverá merecer o apoio no caso do líder da Madeira não avançar.

Fonte: Texto de autoria parcial da TVI

publicado por Alberto Pita às 15:28

pesquisar neste blog
 
Abril 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
12

15
18
19


30


mais sobre mim

ver perfil

seguir perfil

9 seguidores