16
Set 09

Há centenas de anos que se vive a tradicional festa em honra de Nossa Senhora da Piedade, no Caniçal, na Ilha da Madeira.

A devoção está associada à protecção da Mãe de Deus a “pescadores atingidos por forte tempestade”, que prometeram construir uma Capela e celebrar todos os anos uma festa de acção de graças. 

A festa de Nossa Senhora da Piedade distingue-se pela tradicional “procissão no mar”, com cerca de duas dezenas de traineiras e um barco sorteado entre muitos para transportar a imagem de Nossa Senhora entre a igreja matriz e a Capela, edificada no Monte Gordo, perto da Ponta de São Lourenço.

Reúne fiéis de toda a ilha e este ano, pela primeira vez, a celebração eucarística do próximo Domingo, 20 de Setembro, será presidida por D. António Carrilho, Bispo do Funchal, às 13 horas.

“Hoje, o pescador já não vive esta mística original, mas o sentido continua a ser de grande confiança dos cristãos na protecção da Mãe de Deus face às tempestades da vida”, disse ao Jornal da Madeira o pároco do Caniçal.

“Esta festa é uma expressiva manifestação de fé da parte de muitos devotos que, de toda a nossa ilha, aqui vêm agradecer a Deus as graças recebidas ao longo do ano.

No próximo domingo, voltaremos a ter, com certeza, grande presença de fiéis”, explica o Pe. José Vieira Pereira.

Fonte: Agência Ecclesia

publicado por Alberto Pita às 20:31

A Nutroton Energias vai investir cerca de 70 milhões de euros em quatro projectos de produção de energias renováveis na Região Autónoma da Madeira nos próximos três anos, segundo o administrador.

Luís Marques Mendes falava a propósito da apresentação do parque fotovoltaico a construir na ilha do Porto Santo, o primeiro do género no arquipélago madeirense, que deverá estar a funcionar em Março de 2010.

Realçou que este projecto representa "um investimento totalmente privado" na ordem dos 7 milhões de euros que vai permitir a produção de energia a partir do sol, na ordem dos 2 megavolts, o suficiente para metade da população da ilha em período normal.

Marques Mendes realçou que este será um "contributo importante para o ambiente", que vai permitir "tirar partido das potencialidades que o Porto Santo tem em matéria de energias renováveis (sol), produzir energia limpa e vem ao encontro ao objectivos do Governo Regional que é tornar a ilha auto-sustentável".

Adiantou que será também "um contributo para o incremento turístico do Porto Santo", porque cada vez mais são procurados destinos onde existem apostas nas energias limpas.
Fonte: Dinheiro Digital.

publicado por Alberto Pita às 00:26

pesquisar neste blog
 
Setembro 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10

15

21
26

28
30


mais sobre mim

ver perfil

seguir perfil

9 seguidores

subscrever feeds