20
Mai 08

Um ano depois de ter entrado na Diocese do Funchal, D. António Carrilho reflecte, numa entrevista ao Jornal da Madeira, a realidade que encontrou e a potenciação dos serviços diocesanos que quer imprimir.

«Foi um ano de intensa actividade pastoral». O conhecimento da realidade permite «definir prioridades, reestruturar e potenciar os Serviços Diocesanos, dando resposta às necessidades e prioridades», aponta o Bispo do Funchal, para quem o essencial é «contactar, ir ao encontro das pessoas, visitando as paróquias, encontrando-me com diversos grupos (sacerdotes, religiosos e leigos), estabelecendo múltiplos contactos pessoais».

publicado por Alberto Pita às 21:44

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.


pesquisar neste blog
 
Maio 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9

11
14


27


mais sobre mim

ver perfil

seguir perfil

9 seguidores

subscrever feeds