24
Mai 08

«Não bastam as palavras, é preciso avançar sempre com novos projectos e actos que sejam libertadores», disse o Bispo do Funchal na homilia da Solenidade do Corpo de Deus.

Não se pode esconder a realidade da pobreza no nosso tempo ou ficar indiferente perante situações de carência que exigem compromissos efectivos, afirmou D.António Carrilho.
O Bispo do Funchal pediu «compromissos para a nossa acção concreta na vida de cada dia. Compromissos que passam pela abertura ao outro, em acolhimento, serviço, respeito pela vida».
Fonte: Rádio Renascença

publicado por Alberto Pita às 23:41

pesquisar neste blog
 
Maio 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9

11
14


27


mais sobre mim

ver perfil

seguir perfil

9 seguidores