19
Jul 08

O presidente do Governo Regional, Alberto João Jardim, criticou esta sexta-feira que um «país teso como é Portugal» conceda crédito a uma Angola com «petróleo e diamantes» e recuse à Madeira a possibilidade de contrair empréstimos para o seu desenvolvimento, noticia a Lusa.

«Angola tem petróleo, diamantes e tem mais não sei o quê, um país teso como Portugal vai a Luanda abrir linhas de crédito e a Madeira, que precisa de créditos que é a Madeira que paga, o primeiro ministro proibiu a Madeira de recorrer ao crédito», disse numa inauguração no Estreito de Câmara de Lobos.

«O que eu peço é que não criem problemas aos outros, é que não criem problemas ao povo madeirense e que não se vinguem no povo madeirense por razões que são meramente partidárias até porque é feio, estar-se a vingar num povo que está a trabalhar, que está a desenvolver Portugal, aqui, nestas ilhas do Atlântico», acrescentou.

O Centro Comunitário inaugurado esta sexta-feira é uma obra da Câmara Municipal do concelho de Câmara de Lobos que ascendeu a 245 mil euros.

Fonte: Portugal Diário

publicado por Alberto Pita às 15:24

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.


pesquisar neste blog
 
Julho 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9

13

21

27
29


mais sobre mim

ver perfil

seguir perfil

9 seguidores

subscrever feeds