13
Ago 07
 Alberto João Jardim recusa a receber o novo líder do PS-Madeira, João Carlos Gouveia, por este o ter apelidado de «terrorista de Estado», informa a agência Lusa.

Ao chegar à ilha do Porto Santo para um período de férias até ao principio de Setembro, quando confrontado pela RDP e Jornal da Madeira se iria receber na Presidência o novo presidente do PS-M, eleito em directas e consagrado no XIII Congresso Regional realizado no passado dia 29 de Julho, o líder do Governo Regional respondeu assim: «Não dou audiências a quem me chama de terrorista. Ele tem é mais um processo em Tribunal posto por mim».

Refira-se que em Abril de 2006, João Carlos Gouveia foi condenado pelo Tribunal do Funchal a uma sentença de 1.500 euros pelo crime de difamação contra Alberto João Jardim e de 35 mil euros pelo Tribunal Administrativo de Lisboa a título de indemnização cível por ter escrito num artigo de opinião que a Madeira «era um paraíso criminal».

Mais recentemente, numa entrevista à SIC Notícias, voltou a lançar duros ataques a líder regional, manifestando-se agora «chocado» com a decisão de Jardim, que acusa de não saber distinguir entre as suas funções de líder partidário e de «presidente de todos os madeirenses» no âmbito da qual diz estar obrigado a receber o líder da oposição.

Fonte: Portugal Diário

publicado por Alberto Pita às 00:20

comentário:
este j ardim é mesmo um palhaço
jmap a 13 de Agosto de 2007 às 17:08

pesquisar neste blog
 
Agosto 2007
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10



26


mais sobre mim

ver perfil

seguir perfil

9 seguidores