30
Set 08

O presidente do Marítimo, Carlos Pereira, afirmou hoje no Tribunal de Gondomar que «era voz corrente» na Madeira que o Nacional teria aliciado alguns árbitros com prostitutas.

Carlos Pereira depôs no Tribunal de Gondomar como testemunha num processo do 'Apito Dourado' sobre o alegado favorecimento do seu clube no jogo com o Nacional, relativo à 31ª jornada da Superliga 2003/2004, que terminou com a vitória da equipa dos Barreiros por 2-0.

«Em função do que se diz ser voz corrente, não tinha receio que o Marítimo fosse prejudicado nesse jogo com o Nacional?» - perguntou a juíza Manuela Sousa a Carlos Pereira.

«Se tivesse presenciado, receava, mas era um rumor, limitei-me a mandar tudo para a Liga», respondeu o dirigente.

publicado por Alberto Pita às 16:33

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.


pesquisar neste blog
 
Setembro 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9


25
26



mais sobre mim

ver perfil

seguir perfil

9 seguidores

subscrever feeds