07
Mai 09

O PS-M requereu hoje uma audiência parlamentar para confrontar as administrações dos Portos da Madeira e da companhia espanhola Naviera Armas levando-as a esclarecer a "trapalhada" sobre as alegadas limitações que impossibilitam a segunda frequência semanal marítima entre Funchal-Portimão.

O deputado socialista insular, Carlos Pereira, considerou hoje que é responsabilidade do executivo regional defender os interesses dos madeirenses, sustentando que "o governo não está a fazer tudo e é indispensável que explique o que é que aconteceu. Se foi o Naviera que não quis, se foram os problemas colocados pela administração dos portos", disse.

A companhia de navegação espanhola Naviera Armas iniciou a 14 de Junho de 2008 viagens regulares de passageiros entre a Madeira e Portimão (Algarve).

A viagem Madeira/Portimão/Madeira (de cerca de 24 horas) é feita pelo "Volcán de Tijarafe".

O armador espanhol tinha anunciado uma segunda viagem semanal nesta linha, mas veio quarta-feira garantir que este projecto foi colocado de parte devido a "limitações impostas pelos Portos da Madeira (APRAM) ".

Entretanto, em comunicado a APRAM justificou que tinha autorizado "a segunda ligação semanal com Portimão" tendo acrescentado não ter "conhecimento formal da desistência da mesma, por parte da Naviera Armas", tendo considerado estranho a decisão do armador.

Fonte: Diário de Notícias de Lisboa
 

publicado por Alberto Pita às 21:47

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.


pesquisar neste blog
 
Maio 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

11
16

20

25
26
29

31


mais sobre mim

ver perfil

seguir perfil

9 seguidores

subscrever feeds