24
Jul 10

A decisão de Alberto João Jardim de proibir a retirada de crucifixos das escolas da Madeira viola a Constituição, defende o deputado socialista e responsável pela lei da Liberdade Religiosa, Vera Jardim.

O presidente do Governo Regional publicou na quarta-feira um despacho em que se determina a manutenção dos crucifixos nas salas de aula, com o aplauso do PS/ /Madeira. No entanto, o jurista Vera Jardim defende que o documento contraria o princípio da separação entre Estado e religião.

A recusa em retirar crucifixos das escolas da região autónoma levou também a Associação República e Laicidade a pedir ao Ministério da Educação para alertar todas as escolas públicas do território da República para o "inteiro respeito pela não confessionalidade do ensino e do espaço escolar". A associação, citada pela Lusa, sugere à ministra da Educação que "ponha cobro a situações de laxismo ou de desafio directo à Constituição da República Portuguesa".

publicado por Alberto Pita às 22:41

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.


pesquisar neste blog
 
Julho 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
15
16
17

18
19
20
21
23

26
27
28
29
30
31


mais sobre mim

ver perfil

seguir perfil

9 seguidores

subscrever feeds