25
Out 07

A greve dos pilotos da aviação civil portugueses prevista para hoje foi cancelada, depois das conversações tidas ontem à noite entre o Governo da República e o sindicato.

As partes vão agora para a mesa negocial «discutir sem pré-condições».

Em cima da mesa vão estar a idade da reforma, as penalizações em caso de reformas antecipadas, entre outros.

A greve marcada para os outros dias foi também cancelada

publicado por Alberto Pita às 13:05

23
Out 07
A greve convocada pelo Sindicato dos Pilotos de Aviação Civil (SPAC) levou hoje ao cancelamento de 13 voos (sete chegadas e seis partidas) no aeroporto da Madeira, segundo dados da Aeroportos e Navegação Aérea da Madeira.

O Sindicato dos Pilotos da Aviação Civil confirmou que a paralisação continua convocada para os próximos dias 25 e 27 de Outubro.

Agência Lusa

publicado por Alberto Pita às 21:53

Devido à greve decretada pelo Sindicato dos Pilotos da Aviação Civil para os dias 23, 25 e 27 de Outubro algumas ligações das transportadoras Sata Air Açores e Sata Internacional, poderão vir a ser afectadas.
A este propósito, de um total de 34 ligações programadas na Sata Internacional, foram canceladas oito ligações. No entanto, e de acordo com os serviços mínimos assegurados a companhia está em condições de confirmar as ligações entre Lisboa e Ponta Delgada; Ponta Delgada e Funchal; Lisboa e Horta e Lisboa e Santa Maria.

Já a TAP tem estado esta manhã a cancelar voos. «Até às 09:30 foram cancelados 24 voos com partida do aeroporto de Lisboa, quatro do Porto e dois do Funchal», disse à agência Lusa o porta-voz da TAP, António Monteiro.

A greve dos pilotos portugueses está hoje de manhã a afectar centenas de pessoas que se aglomeram junto aos balcões de venda de bilhetes da TAP para encontrar alternativas de viagem em outras empresas de aviação.

Desde o início da manhã que os passageiros estão a ser informados nos balcões do check-in que se devem deslocar aos balcões de vendas da companhia para conseguir bilhetes em voos de outras companhias.

A greve, em protesto contra o aumento da idade da reforma para os 65 anos e pela alteração do valor das pensões, decorre hoje, quinta-feira e sábado e novamente a 05, 07 e 09 de Novembro.

Hoje, a 27 de Outubro e 05 e 09 de Novembro a paralisação terá início às 04:00 e terminará as 17:00, enquanto nos dias 25 de Outubro e 07 de Novembro, as paragens serão entre as 00:00 e as 24:00.

Fontes: Jornal Diário/Agência Lusa

 

 

publicado por Alberto Pita às 11:15

22
Out 07

A transportadora aérea nacional vai assegurar os serviços mínimos de ligação às ilhas amanhã, dia 23, primeiro dia da greve dos pilotos - noticia o Expresso online.

Deste modo, estão previstas para amanhã duas ligações de ida e volta para o Funchal, a partir de Lisboa e uma ligação Lisboa-Pico-Terceira.

A SATA também assegurará um serviço mínimo de ligação para a Horta, em "code-share" com a TAP.

A companhia pede aos seus passageiros para não comparecerem nos aeroportos sem entrar em contacto com o seu «call center».

O Sindicato dos Pilotos da Aviação Civil (SAPC) apresentou um pré-aviso de greve a realizar de uma forma intercalar, nos próximos dias 23, 25 e 27, em protesto contra o regime geral de pensões e o alargamento da idade de reforma até aos 65 anos.

Recorde-se que os pilotos já fizeram idêntica acção de protesto e recusa de voar nas folgas e em horas extraordinárias, do final de Dezembro de 2006 a meados de Abril de 2007, tendo chegado a acordo com o Governo quanto à não obrigatoriedade de terem de trabalhar até aos 65 anos, situação que tenderá a se verificar se o Executivo levar por diante um projecto de diploma sobre o regime de acesso às pensões de velhice dos pilotos a que o Expresso teve acesso.

Se nada se alterar nas reivindicações dos pilotos, estes prometem uma nova paralisação intercalar nos dias 5, 7 e 9 de Novembro.

Para agravar a situação, nos dias 28, 29 e 30 de Outubro, será a vez do pessoal de cabina da Portugália e da SATA entrar em greve em protesto contra a degradação das condições de trabalho, diminuição da horas de folga semanais, programação de voos durante os tempos de repouso e não programação de férias aos tripulantes de cabina contratados a prazo.

Por sua vez, os trabalhadores do serviço de assistência em terra ("handling") da Groundforce preparam-se para iniciar uma série de paragens parciais (entre as 15h00 e as 17h30), a partir da próxima sexta-feira, dia 23, e até ao dia 31 de Dezembro. Esta greve poderá contribuir para o agravamento da entrega de bagagens, já por si problemático, pela falta de infraestruturas adequadas ao movimento actualmente existente no aeroporto de Lisboa.

Fonte: Texto da autoria parcial de Expresso online

publicado por Alberto Pita às 22:56

O presidente do Governo Regional, Alberto João Jardim, acusou, hoje, o Governo da República de «autista», «imprudente» e «incompentente», face à onda grevista que grassa em Portugal, designadamente a paralisação dos pilotos portugueses contra a a reforma aos 65 anos.

«Claro que vai trazer sempre transtornos mas esta onda de descontentamento social não pode ser imputada aos pilotos», reconheceu João Jardim à margem da inauguração das obras de redimensionamento da Escola Básica do 1/o Ciclo com Pré-Escolar da Igreja, na Freguesia da Camacha.

«Eu compreendo os pilotos, não vou dizer que estou solidário pois obviamente a Madeira sai prejudicada deste surto grevista mas, em consciência, tenho que dizer que compreendo muito as razões que eles invocam», disse.

«Penso que o Governo socialista está autista porque estão a criar, aqui, graves problemas sociais, por exemplo esta loucura, agora, de mais impostos sobre as reformas», acrescentou.

«Isto é tudo uma loucura e não pense o Governo que, brincando à Presidência Europeia, o povo vai esquecer», salientou.

Relativamente ao Orçamento de Estado, em que os deputados do PSD-M na Assembleia da República vão votar desfavoravelmente, Alberto João Jardim comentou que a Madeira «continua a ser roubada» porque o OE baseia-se na segunda Lei das Finanças Regionais e é expressão de «uma trapalhada própria de incompetentes» porque «aparecem a dizer que são uns números e depois dizem que são outros».

Fonte: Texto da autoria da Agência Lusa

publicado por Alberto Pita às 22:50

19
Ago 07

O segundo dia da greve nacional dos trabalhadores da assistência nos aeroportos regista uma adesão de 10 por cento no Aeroporto Internacional da Madeira, revelou hoje o dirigente sindical António Ferreira.

Este dirigente do Sindicato dos Técnicos de Handling dos Aeroportos reconhece que a greve "tem menos impacto no Funchal" do que em outros aeroportos nacionais: "a situação é de um dia normal".

A greve, que termina às 24:00 horas de hoje e que incide sobre os trabalhadores da Groundfource, é pela revisão da tabela salarial, de contestação aos horários de trabalho "ilegais" e contra o "amento do recurso a empresas de trabalho temporário" na contratação de funcionários.

O movimento no aeroporto da Madeira "é normal" apesar de haver alguns atrasos sobretudo resultantes de atrasos verificados na partida de alguns aviões nos aeroportos de origem.

Fonte: Agência Lusa

publicado por Alberto Pita às 17:08

18
Ago 07

A empresa de assistência nos aeroportos Groundforce escusa-se a comentar os números de adesão à greve avançados pelo sindicato, mas garante que, apesar de alguns constrangimentos, todos os voos previstos se realizaram com a qualidade esperada.

Em declarações à Agência Lusa, António Matos, porta-voz da empresa adiantou que ao todo já se realizaram 40 por cento do total dos voos operados pela Groundforce previstos para o dia inteiro.

Segundo estes dados, às 11:00 já se tinham realizado em Lisboa os 139 voos previstos, transportando 14.300 passageiros. No Porto, realizaram-se os esperados 42 voos, com 5.200 passageiros, e em Faro 27 voos transportando 4.832 pessoas.

No que respeita à Madeira, António Matos afirmou terem-se realizado os previstos 15 voos no Funchal e quatro no Porto Santo, transportando respectivamente 2.215 e 445 passageiros. Relativamente ao aeroporto de Lisboa, o porta-voz da empresa sublinhou que num total de 414 voos previstos, 372 são operados pela Groundforce e que destes, 40 por cento (139) já foram realizados.

Confrontado com os relatos do sindicato quanto aos constrangimentos causados pela greve, António Matos não nega que tenham existido, mas minimiza a situação, considerando que não difere muito do que se passa diariamente.

A acumulação de passageiros na zona dos embarques e as filas "intermináveis" relatadas pelo sindicato acontecem todos os dias, "como é de esperar num aeroporto saturado e que só no dia de hoje tem previsto o transporte de mais de 51 mil passageiros", disse.

Os atrasos de três horas na saída dos voos são confirmados por António Matos que salienta, contudo, não se tratar de um "atraso médio", mas de atrasos pontuais, algumas vezes em consequência de chegadas de aviões com atraso, cuja responsabilidade é do aeroporto de origem.

Este responsável afirmou ainda desconhecer se terão saído aviões sem alguma bagagem, como diz o sindicato, mas sustenta que se tal "acontece num dia com constrangimentos não é dramático". No entanto, nega que tenham saído do Porto aviões sem nenhuma bagagem no porão.

O Sindicato dos Técnicos de Handling dos Aeroportos convocou uma greve que começou às 00:00 de hoje e que termina às 24:00 de domingo, reivindicando uma revisão salarial e contestando horários de trabalho "ilegais" e o "aumento do recurso a empresas de trabalho temporário" na contratação de funcionários.

O sindicato afirma que a adesão à greve ronda os 85 por cento, em Lisboa, cerca de 80 por cento no Porto, 40 por cento em Faro e dez por cento na Madeira.

Fonte: Agência Lusa

publicado por Alberto Pita às 19:16

17
Ago 07
André Teive, do sindicato que representa o pessoal do handling nos aeroportos portugueses, disse, em declarações à TSF, que prevê que durante o fim-de-semana «os aviões não cheguem a levantar voo», nos aeroportos de Lisboa, Porto, Faro e Funchal. «Os aviões vão ficar no chão mesmo, porque os serviços mínimos que negociámos por despacho ministerial prevêem apenas quatro voos para o Funchal. Foi o único serviço que aceitámos», salientou.
publicado por Alberto Pita às 23:00

pesquisar neste blog
 
Outubro 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

17
18
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28
29
30

31


mais sobre mim

ver perfil

seguir perfil

9 seguidores

subscrever feeds